• Francielle Arruda

Como melhorar a condição da madeira e fazer com que não seja deteriorada

Atualizado: 16 de Jun de 2021

Como bem sabemos, a madeira é matéria-prima base que movimenta diversos setores da economia mundial, material altamente orgânico, higroscópico, heterogêneo e de infinitas possibilidades de utilizações e benefícios, formada por celulose, hemicelulose, lignina e extrativos.


Nos primórdios, conforme relatos preliminares, consta-se que Noé, ao construir a arca, já utilizava o piche como agente não deteriorador, prolongando assim a vida útil da madeira empregada.


A qualidade do produto final depende de diversos e diferentes fatores, que compõem o todo. Para madeira, a palavra qualidade significa adequação para o uso final, portanto, é imprescindível que no processo de avaliação da qualidade da madeira para dado fim, determinar-se de forma adequada todos os fatores que a afetam, posteriormente reconhecimento destes fatores e por fim uma avaliação de seus efeitos na qualidade da madeira.


O conhecimento dos fatores acima mencionados, impactam diretamente nas técnicas de manejo, melhores métodos para identificar características de uma madeira de qualidade, além de proporcionar cultivo de árvores com características melhoradas para usos específicos.


A madeira pode sofrer processos de deterioração causados por agentes:


- Químicos: ácidos fortes, bases fortes, óxidos de ferro, etc.


- Físicos: calor, fogo, umidade, etc.


- Biológicos: insetos, fungos, bactérias, entre outros.




Os agentes biológicos, são responsáveis por causar os maiores danos à madeira, em especial a depreciação, causando ruptura parcial ou total nas estruturas. A ação de microrganismos fúngicos podem atacar a árvore ainda em pé, ou então nas fases seguintes de processamento, sejam elas abate, transporte, desdobro, armazenamento ou então no seu emprego final.


A grande maioria de todos os problemas relacionados à madeira podem ser solucionados através de um diagnóstico adequado e utilizando um agente preservativo, inibindo a ação dos organismos xilófagos e garantindo melhores condições de vida à madeira em questão.