• Gabriela Quini Tavares

Como aplicar o ciclo DMAIC?

Antes de falar sobre o DMAIC é importante enfatizar que a ferramenta é usada principalmente na metodologia Lean Six Sigma, caso não conheça tem um post falando sobre o tema, vale a pena conferir.


O DMAIC é uma das ferramentas mais utilizadas na gestão da qualidade, pois a permite obter resultados como a diminuição de desperdícios, amenização de falhas, melhoramento de processos, entre outros benefícios.



Eu poderia escrever vários fatores que tornaram a metodologia famosa, mas o principal é que ela permite reduzir gastos, garantindo a melhoria dos produtos e serviços, ao mesmo tempo que mantém o nível de satisfação dos clientes.


De forma simples, o DMAIC funciona como um roteiro para aplicação do Lean Six Sigma, pois a metodologia tem passos bem definidos para resolver problemas focados principalmente em melhoria contínua e utiliza ferramentas gráficas e analíticas no seu desenvolvimento, tornando-a umas das ferramentas mais famosas na resolução de problemas de processo e qualidade .


O nome da ferramenta é uma abreviação dos cinco passos que orientam sua execução: Definir, Medir, Analisar, Melhorar e Controlar. Vamos falar um pouco mais sobre como funciona cada etapa.



A etapa Definir


Como o próprio nome já diz, é onde definimos a base do projeto que será executado, basicamente, uma equipe executora é formada e é importante selecionar pessoas que tenham perfil para executar o projeto, o projeto é registrado para certificar-se que nenhuma equipe está fazendo o mesmo projeto, o processo é mapeado (ilustração gráfica, com simbologias, para identificação dos detalhes do processo, para que todos entendam como funciona),


O saving é calculado (estimativa de quanto a empresa pode poupar ou ganhar ao final do projeto) e é feita uma análise SMART (Específico, Mensurável, Atingível, Relevante e Tempo de realização): que é um método de definição de metas para adequar o projeto.

A etapa Medir


Voltada para a parte analítica do processo, nessa etapa é importante desenvolver um plano de coleta de dados, quanto mais detalhado, menos retrabalho terá, a ponto de uma pessoa que nunca fez coleta de dados, consiga na primeira vez, é importante ter a confiabilidade dos dados para ter o mínimo de variabilidade, equipamento adequado e um sistema de medição confiável, fazer o teste de normalidade para verificar se os dados coletados correspondem a uma distribuição normal.


Calcular o nível sigma do processo para utilizar como indicador para revelar quantitativamente a eficácia no alcance de metas em relação às ações implantadas, calcular a capacidade do processo, pois é base para previsão de como o processo está ou vai operar, utilizado para validar produtos iniciais produzidos por um processo.

A etapa Analisar


O primeiro passo dessa etapa é fazer um benchmarking (Processo de buscar continuamente os melhores métodos, práticas e processos, usá-los como referência e adaptá-los às necessidades), para definir os objetivos do projeto. Em seguida definimos a causa raiz dos problemas através de ferramentas como brainstorming , 5 porquês, Diagrama de Ishikawa, estratificamos e analisamos o processo, analisando o Gráfico de Pareto, para enfim validar a causa raiz através da análise de gráficos e testes.


A etapa Implementar


Aqui é onde acontece a geração de ideias de melhoria, não tem certo ou errado, por isso é importante deixar a equipe a vontade para expor suas ideias. Após a geração de ideias é importante avaliar o custo benefício da implementação, o tempo de execução e os impactos que pode causar para selecionar a melhor solução.


Com a solução selecionada é possível desenvolver um plano piloto do projeto, caso a empresa tenha porte grande, utilizando ferramentas como 5W2H para estruturar, caso a empresa tenha porte pequeno é aconselhado que implemente a solução em toda a organização. Ao implementar uma solução é importante gerenciar a mudança para garantir que todos estão no mesmo caminho.


Por fim, a etapa Controlar


É onde testamos a solução aprovada e comprovamos se os resultados obtidos atendem o que especificamos no início do projeto. Caso atenda às especificações, aplicamos um método de controle chamado CEP (Controle Estatístico do Processo) e fazendo uso de ferramentas como a cartas de controle e diário de bordo para manter o processo controlado.



Atualmente a PROMAD Jr. tem equipes certificadas em Green Belt, focada na metodologia Six Sigma, permitindo a implementação da metodologia no planejamento estratégico, otimização de processos e mapeamento de processos. Entre em contato com nossa equipe para agendar um diagnóstico gratuito e tenha um diferencial de mercado!


6 visualizações0 comentário
Encontre a solução que você procura!
DIAGNÓSTICO GRATUITO

Estamos a disposição para tirar qualquer tipo de dúvida e conversar com você.  Caso queira ter uma opinião sincera sobre o seu negócio clique abaixo: